top of page
  • Foto do escritorAlbert Coutinho

Cultivo de morangos está entre as principais atividades econômicas de Rondon-PR

O cultivo de moranguinhos vem crescendo ano após ano e já se encontra entre as principais atividades econômicas do munícipio. Em 2023, a cultura tem gerado emprego e renda de forma direta para 26 agricultores familiares.


Entre os principais produtores de morango na cidade está o casal Osmir Borges, 57 anos, e Cleonice Borges, 50 anos. Os dois plantaram cerca de 40 mil mudas em 2023. “Já chegamos a ter 70 mil pés de moranguinhos”, disse o agricultor.


Casados há 30 anos, Osmir e Cleonice já cultivam morango há aproximadamente 18 anos. Eles contam com a ajuda dos filhos Jaqueline Borges, 24 anos, e Eduardo Borges, 29 anos em todo o processo da safra. “Cada um tem sua função. Nunca ficamos sem entregar um morango”, afirmou Cleonice.


O casal relembra das dificuldades que passaram quando decidiu plantar os primeiros morangos. Sem muito conhecimento técnico, eles perderam toda a safra no primeiro ano. Mas com o passar dos anos foram buscando novas formas de manejo e hoje, vivem dessa cultura e da plantação de batata doce.


As produções da família Borges e de outros agricultores no munícipio são destinadas a redes de supermercados e indústrias da região.


Com cerca de 16 hectares de plantados, a expectativa é de que a safra de 2023 movimente mais de R$ 2 milhões na economia local.


Os valores poderiam ser ainda maiores se não fosse a grande perda de mudas no início do plantio no mês de janeiro. A expectativa era cultivar de 800 mil a 1 milhão de plantas, mas o alto volume de chuvas fez a estimativa cair para cerca de 500 mil. Em safras anteriores, a cultura já chegou a movimentar até R$ 7 milhões.


O engenheiro agrônomo Júlio Cesar da Silva Urbano explica que a cultura do morango é favorável em clima frio e seco. Sua irrigação é feita próxima da raiz por meio da fertirrigação, formato que já distribui água e fertilizantes para as mudas.


Apesar das perdas no início do plantio, as expectativas continuam altas para a safra deste ano. O clima tem sido um grande aliado na colheita que se iniciou no fim do mês de junho. “Cada pé deve produzir aproximadamente 1 kg de morango”, disse o engenheiro agrônomo.


Galeria:


Comments


Opinião

bottom of page