top of page
  • Foto do escritorRedação Bisbi Regional

Secretaria de Saúde alerta para aumento de casos de síndromes gripais em Umuarama

O número de pessoas com sintomas de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) mais que dobrou nos últimos dias, tanto nas unidades de saúde quanto no Pronto Atendimento (PA), fato que coloca a Secretaria Municipal de Saúde em estado de alerta. O aumento significativo de casos de bronquiolite, por exemplo, sugere que a população deve redobrar os cuidados, principalmente com a chegada do frio.


Herison Cleik da Silva Lima, secretário municipal de Saúde, explica que cerca de 40% dos pacientes que buscam por atendimento têm o resultado confirmado para SRAG, que podem ser Influenza A, Influenza B, vírus sincicial respiratório (VSR) e SarS-CoV-2 (covid-19). “Os casos mais comuns são de bronquiolite, que é uma inflamação aguda dos bronquíolos terminais, ou seja, das ramificações mais finas que conduzem o ar para dentro dos pulmões. É causada por vírus e o mais frequente é o sincicial respiratório, principalmente nos meses frios”, detalha.


Ele conta que segundo o último Infogripe, boletim divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), existe o mesmo alerta para a presença do vírus Influenza A entre a população adulta e entre crianças. “É preciso ficar muito atento pois há muitos casos notificados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em que os pacientes não apresentaram febre, mas que tiveram o quadro complicado, principalmente entre os que não estavam imunizados”, relata.


A diretora de Vigilância em Saúde, Sandra Pinheiro, acrescenta que a bronquiolite, ou síndrome sincicial, é um vírus respiratório comum, que geralmente causa sintomas leves e semelhantes ao resfriado. “A maioria das pessoas se recupera em uma ou duas semanas, mas o VSR pode ser grave, especialmente para bebês e idosos, por isso é fundamental que todos tomem a vacina contra a Influenza, que está disponível em todas as unidades de saúde do município, para todas as pessoas com idade acima de seis meses”, observa.


Sandra reforça que o cenário de manutenção da presença de casos de SRAG e o aumento recente de casos confirmados de Influenza A, reforça a importância da adesão à campanha de vacinação tanto contra a covid, quanto contra a gripe. “Desde que iniciamos a campanha de vacinação contra a gripe, em março, 24.610 pessoas foram imunizadas. Esse número precisa aumentar, principalmente agora que há vacinas para todos”, adverte.

Comments


Opinião

bottom of page